sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Resultado final do auxílio transporte do Parfor-2015

Veja o resultado final do auxílio transporte dos alunos do Parfor-2015:


Os pagamentos devem ser feitos em novembro e dezembro de 2015.

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Estudantes trocam anotações em cadernos por foto da lousa no celular

Aluno registra conteúdo de lousa no celular. Foto Eduardo Kanapp
Copiar a lousa? Para que, se dá para fotografá-la? Estudantes de São Paulo (e outras localidades) usam agora um novo método para registrar a matéria ensinada pelo professor: tirar foto do quadro ao invés de copiar o conteúdo à mão, no caderno.
Segundo os alunos, a lousa vai para o celular quando não dá tempo de copiá-la, quando dá preguiça, quando a lição é passada no fim da aula ou quando o desenho do professor é muito complexo (como os de biologia e química).
Depois, as imagens circulam em grupos de salas no WhatsApp, aplicativo de mensagens pelo celular e até mesmo pelo Facebook.
O recurso é usado a partir do momento em que os jovens ganham celular —nos casos observados pela reportagem, pelo menos desde os 11 anos, no 6º ano— e com a anuência dos professores.
Psicóloga e professora da Faculdade de Educação da Unicamp, Ângela Soligo diz que não vê problema em tirar fotos da lousa, desde que o estudante se sinta confortável.
"Muitos alunos precisam copiar para prestar atenção. Para eles, só tirar a foto não é tão adequado. Outros preferem e se dão melhor prestando atenção e não se distraindo com a cópia, daí a foto é uma vantagem", observa.
É o argumento de Emerson Pereira, diretor de tecnologia educacional do Colégio Bandeirantes, na Vila Mariana (zona sul de SP). Ele diz que jovens assimilam o conteúdo de formas diferentes, e não é papel dos educadores inibir o mecanismo adotado por eles.
Um estudo da Universidade de Stanford, nos EUA, comparou a eficácia de anotações feitas à mão e pelo laptop. Os pesquisadores concluíram que a escrita era melhor para fixar o conteúdo visto em aula; ao usar o computador, os participantes testados só transcreviam sem reflexão.
E anotar no caderno versus tirar foto da lousa? Segundo a psicóloga americana Pam Mueller, que coordenou a pesquisa, contar com o registro do celular no fim da aula pode atrapalhar a retenção de informação. "Quando você anota, você é forçado a processar a matéria", diz.


quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Projeto Conectados 2015

A Diretoria de Políticas e Tecnologias Educacionais da Secretaria de Estado da Educação do Paraná desenvolveu o Projeto Conectados, que levará kits com tablets, cartões de memória e roteadores doados pela Receita Federal para 70 escolas estaduais do PR e atende diretamente a ação 6 do Minha Escola Tem Ação (META), da Secretaria da Educação, o programa fortalece a gestão escolar, a melhoria da qualidade do ensino da educação básica, redução das taxas de abandono, reprovação, aprovação por conselho de classe e distorção idade.
O Projeto tem como objetivo estimular a diversificação pedagógica nas escolas, por meio de tabletes educacionais, aumentando a oferta e ampliando o acesso aos recursos tecnológicos às escolas e informações aos professores e alunos, de maneira a contribuir com o processo de ensino e aprendizagem e com a organização escola.
Também serão realizadas formações continuadas para professores e técnico-pedagógicos dos Núcleos Regionais de Ensino. Essas formações serão feitas na modalidade à distância, com Escolas Interativas (ambiente virtual da Secretaria da Educação) e videotutoriais.
As escolas participantes terão também o acompanhamento e avaliação do desenvolvimento do Pojeto. A Profª Drª Glaucia da Silva Britto, coordenadora de Políticas de Formação de Professores (COPEFOR), pertencente a Pró-reitoria de Graduação e Educação Profissional (PROGRAD) da Universidade Federal do Paraná, responsável por articular as ações de formação de professores promovidas pela UFPR e Formação de professores da rede pública de educação participou hoje de uma gravação para a composição do material de apoio aos professores participantes. A Profª Glaucia Britto, assim como outros professores da UFPR e de Universidades Estaduais, estarão envolvidos na avaliação dos resultados do Projeto.



Gravação na UFPR. Foto: Edmar Macedo

Profª Glaucia em gravação - UFPR. Foto Edmar Macedo

Por informações de:
http://www.educacao.pr.gov.br/





Por: Raquel Bavaresco



terça-feira, 27 de outubro de 2015

VII Congresso Mundial de Estilos de Aprendizagem


VII Congresso Mundial de Estilos de Aprendizagem acontecerá nos dias 4, 5 e 6 de Julho de 2016, na cidade de Bragança, Portugal, e pretende reunir docentes, investigadores e profissionais de diversas áreas, com particular interesse nos estilos de ensino e de aprendizagem.
O Congresso abordará os seguintes temas: “Estilos de Aprendizagem e Estilos de Ensino”, “Tecnologias de Informação e Comunicação, Estilos de Aprendizagem” e “Espaços Virtuais e Educação, Estilos de Aprendizagem, Inovação e Liderança”, onde terão assuntos como o Diagnóstico de estilos de aprendizagem e propostas pedagógicas, experiências pedagógicas com estilos de aprendizagem nos vários níveis de ensino, Inclusão e interculturalidade, E-learning, b-learning e m-learning, recursos educativos abertos, redes sociais e de aprendizagem, MOOCs,  educação formal, não formal e informal, entre outros.
As datas para submissão de resumos irão até dia 11 de Janeiro de 2016.




segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Resultado provisório auxílio transporte Parfor-UFPR


Conforme item 3 da Portaria 01/2015 do Parfor-UFPR divulgamos a lista provisória de beneficiários do auxílio transporte.



No dia 30/10 será divulgado o resultado final.


sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Vagas abertas para orientadores de TCC em todo o Brasil

O Núcleo de Educação em Saúde Coletiva – Nescon da Universidade Federal de Minas Gerais está selecionando pessoas para atuarem como orientadores de TCC, os Trabalhos de Conclusão de Curso.
Para concorrer às vagas de orientador é preciso ter pelo menos especialização completa na área de saúde. Pode ser em qualquer curso, desde que ligado a essa área. Porém, no processo seletivo será dado preferência para quem tiver completado mestrado e doutorado.
Todo o trabalho é realizado a distância, ou seja, não importa em que cidade o candidato está. Uma plataforma virtual será o meio de comunicação entre orientado e orientador. Por isso, basta ter acesso a um computador com internet e ter tempo disponível para realizar o trabalho proposto. O curso no qual a pessoa atuará é um lato sensu a distância custeado pelo Ministério da Saúde.
A remuneração é realizada através de uma bolsa no valor de R$765,00 por orientação realizada. Como não há vínculo empregatício, é possível uma pessoa que já trabalha em outra área faça esse trabalho, ou seja, não é necessário ter dedicação exclusiva.
Para se inscrever basta acessar o site do Nescon. Em seguida, o candidato será chamado por email, para uma entrevista. As inscrições são aceitas durante o ano todo, pois há sempre novas turmas sendo formadas.
Para mais informações sobre o processo seletivo e requisitos, acesse o edital ou ligue (31) 3409-9687.

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Abertas as inscrições para o curso de Organização Pedagógica na Educação a Distância



Ofertado pela Coordenação de Políticas de Formação de Professores da Prograd e pela Universidade Aberta do Brasil na UFPR, o curso irá proporcionar aos participantes reflexão e conhecimentos sobre como organizar as práticas educativas na educação a distância. O curso, que é ofertado a distância
pela plataforma moodle, possui um mês de duração e trinta horas de carga horária total.
O curso foi elaborado pela Prof. Dr. Suely Scherer da UFMS e possui como público alvo os professores da UFPR e técnicos administrativos. São 110 vagas disponíveis e se nem todas forem ocupadas os estudantes de pós-graduação da UFPR também poderão se inscrever. As inscrições vão até 04 de novembro pelo site http://copeforufpr.blogspot.com.br/p/curso-de-organizacao-pedagogica-na-ead.html. O curso começa em 09 de novembro.

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

MOVIMENTO DIA NACIONAL DE LUTA PELO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID

            Mantido pela CAPES e vinculado à Pró-Reitoria de Graduação da Universidade Federal do Paraná desde o ano de 2009, o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) é uma iniciativa da Diretoria de Formação de Professores da Educação Básica da CAPES para promover o aperfeiçoamento e a valorização da formação de professores, privilegiando a inserção dos estudantes no contexto das escolas públicas desde o início da sua formação acadêmica para que desenvolvam atividades didático-pedagógicas sob orientação de um docente da licenciatura e de um professor da escola.
Fazem parte do PIBID/UFPR, 16 licenciaturas, 40 Coordenadores de Área (professores da UFPR), 70 Professores Supervisores (professores da Educação Básica) e 520 Bolsistas de Iniciação à Docência (licenciandos da UFPR). As áreas participantes são Química, Física, Ciências, Ciências Biológicas, Ciências Sociais, Artes, Filosofia, Letras-Inglês, Letras-Português, Letras Espanhol, Matemática, Educação Física, Geografia, História, Pedagogia e Interdisciplinar.
O Programa tem a finalidade de valorizar, apoiar e incentivar a formação de estudantes dos cursos de licenciatura e contribuir para elevar a qualidade da educação básica nas escolas pública, reforçando a qualidade de formação inicial de professores e as competências e habilidades necessárias e que estão diretamente ligadas ao ofício da carreira docente, promovendo assim a integração entre educação superior e educação básica e inserindo os licenciados no cotidiano de escolas da rede pública de educação, o que lhes proporciona oportunidades de criação e participação em experiências metodológicas, tecnológicas e práticas docentes de caráter inovador e interdisciplinar que busca a superação de problemas identificados no processo de ensino-aprendizagem.
O PIBID está estruturado em projetos definidos por área de conhecimento, dentro dos quais estão inseridos os subprojetos que são coordenados por um professor dos cursos de licenciatura participantes. Concede bolsas a alunos de licenciatura participantes de projetos de iniciação à docência desenvolvida por Instituições de Educação Superior (IES) em parceria com escolas de educação básica da rede pública de ensino. Atualmente trabalha com 40 sub-projetos.
Pensando nas dificuldades enfrentadas pelos participantes do projeto e possibilidades de cortes no mesmo, a Profª Drª Joanez Aires, Coordenadora Institucional PIBID/UFPR, juntando-se ao Movimento Nacional de Luta pela manutenção e ampliação do Pibid como política pública e sua inclusão no orçamento do MEC para 2016, participa juntamente com todos os bolsistas do Programa, do “Dia D Educação” (Movimento do Dia nacional de luta pelo PIBID), promovido pelo Setor de Educação, que ocorreu dia 15/10/2015, onde teve início às 9:00 hrs no prédio da Reitoria – UFPR, com a palestra do Prof. Ítalo Modesto Dutra - Diretoria de Currículos e Educação Integral/MEC. 
Após a palestra, todos os participantes do programa seguiram para a Praça Santos Andrade, onde se juntaram com as demais IES de Curitiba que também possuem PIBID, onde haviam faixas e cartazes com a identificação dos subprojetos e frases de apoio e impactos nas escolas; e um carro de som que expunha relatos de todos os coordenadores (institucional e de área), bem como supervisores sobre a importância do PIBID para a formação docente e para a Educação Básica. A COPEFOR entrevistou a Profª Joanez, que nos exclareceu a importância do Programa.
Profª Drª Joanez Aires,
Coordenadora Institucional PIBID/UFPR
"Este dia de luta em todo o país teve como objetivo sensibilizar os governantes sobre a importância do PIBID. Lutamos pela manutenção e ampliação do Programa como politica pública e sua inclusão no orçamento do MEC em 2016". (Joanez)
“Hoje, dia 15 de outubro de 2015, Dia do Professor, é o Dia Nacional de Luta pelo PIBID, Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência, no contexto das lutas contra os cortes da educação, em especial nas Universidades. No dia de hoje também está sendo realizada em Brasília uma Audiência Pública sobre o papel estruturante do Pibid, na Comissão de Educação (CE) da Câmara de Deputados.” (Joanez)














TEXTO: Raquel Bavaresco

FOTOS: Raquel Bavaresco/ Edmar Macedo

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Feliz dia dos professores!

Neste dia das professoras e dos professores a COPEFOR deseja que todas e todos continuem abrindo janelas, portas e paredes para o conhecimento!

"A mente que se abre a uma nova ideia jamais voltará ao seu tamanho original." (Albert Einstein)



15 de outubro - Dia dos Professores
                                            

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

PROGRAMA LICENCIAR - UFPR

Desenvolvido desde 1994, primeiramente como Programa das Licenciaturas da SESU/MEC – PROLICEN e, a partir de 1996, como programa institucional da UFPR, o  LICENCIAR tem como objetivo congregar projetos de apoio à qualidade de ensino nas Licenciaturas, oferecendo suporte para o desenvolvimento de projetos por meio de bolsas a alunos de licenciaturas e apoio administrativo,  envolvendo atividades dos cursos na UFPR ou instituições externas como centros de educação infantil, escolas de Ensino Fundamental e Médio, associações ou outras organizações públicas nas quais há atuação de licenciados.
Atualmente o Programa LICENCIAR é gerenciado pela Coordenação de Políticas de Formação do Professor da Pró-Reitoria de Graduação (COPEFOR) e Educação Profissional em parceria com o Comitê Gestor do Programa Licenciar, com representantes dos setores que oferecem Cursos de Licenciatura.
Neste ano, foram 198 solicitações de bolsas para o programa, e apesar de toda dificuldade de verbas, a UFPR conseguiu dar continuidade ao programa e o COPLAD (Conselho de planejamento e administração) da UFPR aprovou em 05 de agosto o quantitativo de 100 bolsas destinadas para os projetos do LICENCIAR de 2015, sendo quarenta projetos com o total de quarenta e nove voluntários.
Os projetos do Programa Licenciar buscam articular ações nos cursos de licenciatura visando uma melhor formação dos futuros professores apresentando resultados significativos tanto para a comunidade externa como para os alunos da UFPR.
Para garantir a continuidade do Licenciar, a Copefor e PROGRAD tem estado em contato com a PROPLAN tentando agilizar e garantir as bolsas do programa.
Foi pensando nisso, que coordenadores e bolsistas, unidos às secretarias de ensino (municipal e estadual), aos diretores, alunos e pais de alunos das escolas participantes do projeto de Italiano, criaram um abaixo assinado para evitar o corte de verbas para o pagamento das bolsas dos licenciandos que participam do programa.
A Coordenação de Políticas de Formação de Professores – COPEFOR -  conversou com o representante do abaixo assinado, bolsista do projeto Português-Italiano Raniere Mastroberardino e as bolsistas Lorena Isabelle do Rosário e Regiane Soranzo, estudantes do curso de Letras-Português-Italiano na UFPR, que nos informaram sobre a importância do Programa.

”O Programa Licenciar da Universidade Federal do Paraná leva diversos projetos de apoio à qualidade de ensino dos cursos de licenciatura para as escolas. Ele desempenha um importante papel social, comunidade-escola”, conta Ranieri. Segundo Lorena “o programa licenciar permite que alunos de vários cursos possam ter contato com a docência, isto é, descobrir o mundo da sala de aula bem como criar e testar suas próprias ideias de planejamentos.”
”Gostaria que o projeto tivesse uma ampliação e uma melhor divulgação. Ao meu ver ele é extremamente enriquecedor para formação dos futuros professores. Ele nos permite através da prática vivenciar a sala de aula e também experimentar as relações entre toda a comunidade escolar” diz Regiane.






TEXTO: Raquel Bavaresco

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Parfor-UFPR pagará auxílio transporte

A coordenação do Parfor-UFPR pagará este ano, mais um vez, o auxílio financeiro para alunos do programa que não residam em Curitiba. Os valores variam de R$ 300,00 a R$ 800,00 e destinam-se a indenizar uma parte dos custos que os alunos-professores têm com transporte semanal até Curitiba para assistirem as aulas de seus cursos. Os recursos financeiros para tal pagamento foram enviados pela Capes-Mec.

Os alunos do Parfor-UFPR que fazem jus ao auxílio devem estar atentos aos documentos que devem ser entregues e ao prazo para esta entrega que é dia 20 de outubro.


O Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica é um Programa da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior do Ministério da Educação e é executado pelas universidades públicas, entre elas a UFPR que oferece cursos de Formação Pedagógica e as segundas licenciaturas em música, física e sociologia. Os cursos são exclusivos para professores da rede pública em atividade.

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

I SEMINÁRIO DO PIBID/SUL E PARFOR/SUL - I ENCONTRO DAS LICENCIATURAS ENLICSUL – I SEMINÁRIO REGIONAL PROESDE/LICENCIATURAS/SC

I SEMINÁRIO DO PIBID DA REGIÃO SUL – I PIBID/SUL I SEMINÁRIO DO PARFOR DA REGIÃO SUL – I PARFOR/SUL I ENCONTRO DAS LICENCIATURAS REGIÃO SUL – I ENLICSUL – I SEMINÁRIO REGIONAL PROESDE/LICENCIATURAS/SC

Organizado pela UNIPLAC e ForPIBID Regional SUL, o I SEMINÁRIO DO PIBID DA REGIÃO SUL (PIBID/SUL),  I SEMINÁRIO DO PARFOR DA REGIÃO SUL  (PARFOR/SUL), I ENCONTRO DAS LICENCIATURAS REGIÃO SUL (ENLICSUL) e o I SEMINÁRIO REGIONAL PROESDE/LICENCIATURAS/SC, acontecerá no período de 7 à 9 de dezembro na Universidade do Planalto Catarinense (UNIPLAC) localizado na cidade de Lages – SC. O evento terá sua abertura no dia 7/12 às 19 horas com atividades previstas até 17h e 30m do dia 9/12/2015.
As  inscrições estão abertas para autores e ouvintes, e irão até dia 07 de dezembro. O envio dos resumos será do dia 1º setembro a 10 de outubro, os resultados dos trabalhos sairá no dia 30 de outubro. Envio dos artigos completos poderá ser realizado de 30 de outubro a 30 de novembro.
Os seminários terão como eixos temáticos: as práticas e as aprendizagens interdisciplinares; as práticas docentes na diversidade; a docência na escola e na formação de professores; as questões éticas na escola e na formação de professores: agressividade, violência e conflitos e a gestão escolar e a formação de professores (uma abertura para integrar direção escolar e o Pibid).
O PIBID, PARFOR e PROESDE/Licenciauras são evidenciados na formação docente inicial e continuada, e vem com a proposta de discussão sobre os aspectos de transformação e questões para o aprimoramento e problematização nas Universidades  e nas Escolas de Educação Básica.



quinta-feira, 8 de outubro de 2015

EUA dão bolsa para brasileiros ensinarem português no país

A Comissão Fulbright Brasil está com inscrições abertas para o programa Foreign Language Teaching Assistant (FLTA), que dá bolsas de estudo para professores brasileiros ensinarem português nos Estados Unidos.
As inscrições vão até o dia 20 de outubro e devem ser feitas pelo site da Fulbright Brasil.
Serão concedidas até 20 bolsas de estudo com duração de nove meses. Os selecionados irão dar aulas em universidades norte-americanas e receberão auxílio moradia e alimentação, seguro-saúde e passagens áreas. Além disso, terão a oportunidade de realizar cursos sobre cultura e história dos EUA.
Para se candidatar, é preciso ter concluído a licenciatura ou o bacharelado em língua portuguesa após 2010, e comprovar proficiência em inglês por meio de exames como TOEFL (nota mínima 79) ou IELTS (nota mínima 6).

Veja o edital com todas as informações sobre as bolsas de estudo e as instruções para sua candidatura.

* Este artigo foi originalmente publicado pelo Estudar Fora, portal da Fundação Estudar. 

FONTE: Revista Exame


quarta-feira, 7 de outubro de 2015

IFPR quer professores para cursos a distância para Formação Inicial Continuada

A Coordenação Geral do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), da Proepi, lançou dia 29 o Edital nº 12/2015, referente ao Processo Seletivo Simplificado para seleção de profissionais servidores e não servidores do IFPR para atuarem como professor no curso de Formação Inicial e Continuada (FIC) do Pronatec que será ofertado na modalidade Educação a Distância – EAD.
Os interessados em participar deverão ler o edital na íntegra, para verificar as exigências minimas e os requisitos obrigatórios, como exemplo, certificação em qualquer nível de capacitação/formação para atuação como tutor em ambiente virtual de aprendizagem no formato Moodle.
As inscrições se iniciaram no dia 30 de setembro e vão até às 23h59 do dia 14 de outubro de 2015. A documentação completa deverá ser encaminhada para o e-mail pronatec@ifpr.edu.br, sem custo.
No envio da documentação, deverá ser encaminhado o requerimento de inscrição (anexo II do edital) e os documentos comprobatórios em um único arquivo. Não será aceita documentação enviada após o período de inscrição.
O resultado preliminar será divulgado até o dia 16 de outubro. Após essa data, os candidatos poderão entrar com solicitação de recurso nos dias 19 e 20 de outubro. O resultado final será divulgado até o dia 30 de outubro de 2015.
Todas as informações sobre o processo estão disponíveis no edital. Para acessá-las, visite o portal do programa: www.pronatec.ifpr.edu.br
Dúvidas devem ser encaminhadas para o e-mail: pronatec@ifpr.edu.br

Texto MICHELE KASTEN.

terça-feira, 6 de outubro de 2015

Inscrições abertas para o curso de Práticas Educacionais Abertas do REA Paraná

Estão abertas as inscrições. para o Programa Paranaense de Práticas e Recursos Educacionais Abertos (REA Paraná), que promoverá nos dias 20 de outubro e 24 de novembro o curso online de Práticas Educacionais Abertas, com carga horária de 40hrs.
O Programa Paranaense de Práticas e Recursos Educacionais Abertos – REA PARANÁ é uma ação conjunta da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) que tem por objetivo geral disseminar Práticas Educacionais Abertas (PEAs), incentivar a produção de Recursos Educacionais Abertos (REAs) e disponibilizá-los para a comunidade acadêmica de ambas as universidades e para a comunidade em geral, via web.
Idealizado dentro dos objetivos do REA Paraná, o curso tem o intuito de oferecer e construir um espaço de formação sobre Práticas e Recursos Educacionais Abertos a professores, pesquisadores e interessados no tema que façam parte das Universidades Estaduais e Federais do Paraná.
O curso contará com facilitadores, sendo que, no início das atividades, cada participante receberá uma mensagem do coordenador e do seu facilitador. É importante que os alunos fiquem atentos para que não percam estes contatos.
Dividido em quatro módulos, serão trabalhados os temas Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), Recursos educacionais abertos (REA), Fenômeno REA e MOOC. O último módulo é dedicado à  prática dos conhecimentos adquiridos.

Para mais informações, basta entrar em contato com a Coordenadoria de Integração de Políticas de Educação a Distância (Cipead) da UFPR, vinculada à Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional (Prograd), pelo e-mail unidadepedagogica@gmail.com.

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

7ª Semana Integrada de Ensino, Pesquisa e Extensão SIEPE


A 7ª Semana Integrada de Ensino, Pesquisa e Extensão (Siepe) com o tema “ Ensino, Pesquisa e Extensão: a Universidade em tempos de desafios”, terá a realização de abertura oficial hoje, dia 05, das 19h às 20h, no Teatro da Reitoria. Como palestrante estará o professor Rodrigo Arocena Linn, da Faculdade de Ciências de Montevideo. O evento tem inicio hoje e irá até dia 07 de outubro no Campus Jardim Botânico  em Curitiba e dias 08 a 09 de outubro no Campus Palotina.
As apresentações culturais serão realizadas na terça-feira, dia 6: primeiro Natanael Moreira da Silva fará apresentação instrumental no Campus Jardim Botânico, das 12h30 às 13h. Na sequência, das 13h às 13h30, haverá a apresentação da peça de teatro “Ética”, feita pelo Setor de Ciências Biológicas. O dia 7 termina com as premiações do 14º Encontro das Atividades Formativas (Enaf) a 23ª edição do Evento de Iniciação Científica (Evinci), o 8º Evento de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (Einti), e o 14º Encontro de Extensão e Cultura (Enec).


Organização: 
Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional – PROGRAD
Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação – PRPPG
Pró-Reitoria de Extensão e Cultura – PROEC




sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Acesso ao PPGE está aberto a candidatos para Mestrado


O Programa de Pós-Graduação em Educação do Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná (PPGE) compreende o Curso de Mestrado e de Doutorado em Educação, conduzindo à obtenção de grau Mestre e Doutor em Educação e qualificação pessoal para o exercício de atividades profissionais de ensino e de pesquisa.

Tem por objetivos qualificar pesquisadores no campo da educação; qualificar profissionais para o exercício no campo educacional em instituições e sistemas educacionais e em organizações sociais, governamentais, empresariais e movimentos sociais; produzir e divulgar conhecimentos na área específica da educação; contribuir para o aprofundamento do debate sobre a educação nacional, seu pensamento pedagógico e sua prática, em diferentes instâncias.

O acesso ao PPGE está aberto a candidatos para o Mestrado, que concluíram cursos de Graduação com duração plena, no País e/ou no Exterior, desde que devidamente reconhecido pelas instâncias competentes, assim como para candidatos ao Doutorado que concluíram cursos de Mestrado.



quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Dicas rápidas para ensinar com ajuda do Google+

Curtir, compartilhar, seguir, tuitar e comentar. Esses provavelmente são os verbos mais ouvidos atualmente da boca dos jovens. Então que tal incorporar isso tudo ao seu método de ensino e, dessa forma, incentivar o aprendizado dos seus alunos com as redes sociais? Pensando nisso, separamos 5 dicas rápidas para ensinar com Google Plus.
De acordo com a pesquisa TIC Kids Online, 79% dos brasileiros com idades entre 9 e 17 anos, que utilizam a internet, possuem perfil em alguma das redes sociais mais famosas. Então o jeito é aproveitar o interesse dos alunos e utilizar essas ferramentas como estratégia útil para promover o aprendizado.
Um site reuniu dicas para professores de como utilizar as redes sociais como um recurso educativo e um método de ensino mesmo. As sugestões foram retiradas a partir de referências encontradas em diferentes publicações, guias e sites especializados em educação e tecnologia.

Aqui disponibilizamos algumas dicas simples e objetivas para usar o Google+ em sala de aula. Veja só:
·      * Separe os seus alunos em círculos de usuários (opção disponível na rede social) de acordo com a turma e os interesses de cada um.
·        
    * Compartilhe arquivos e atualizações, integrando outras ferramentas como Google Drive ou Agenda.
·   
      *  Crie comunidades para compartilhar conteúdos com os seus alunos.
· 
  * Faça conferências com a sua turma utilizando o Hangout. A ferramenta permite realizar transmissões ao vivo para um número ilimitado de pessoas e também gravá-las para assistir mais tarde.
· 
 * Convide diferentes profissionais, como autores e pesquisadores, para participar de videoconferências com os seus alunos.

Verá como ensinar com Google Plus vai fazer a interação com seus alunos aumentar e fazer com que sua aula e o aprendizado deles renda muito mais.